Justiça manda bloquear até R$ 1,2 milhão de grupo preso por contrabandear cigarros do Paraguai

a0
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Justiça manda bloquear até R$ 1,2 milhão de grupo preso por contrabandear cigarros do Paraguai

Cinco policiais rodoviários federais foram presos durante operação em Mato Grosso do Sul. Outros dois ‘gerentes’ da quadrilha também foram detidos.

Por G1 MS

Legenda: Coletiva da PF e da PRF em Campo Grande — Foto: PF/Divulgação

A Justiça mandou bloquear até R$ 1,2 milhão de integrantes da quadrilha desarticulada em Mato Grosso do Sul e que contrabandeava cigarros do Paraguai com a ajuda de policiais rodoviários federais, cinco deles foram presos nesta quinta-feira (5), durante operação da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

De acordo com a PF, até R$ 90 mil foram bloqueados de cada um dos cinco gerentes da organização e até R$ 160 mil de cada um dos cinco policiais presos. Além deles, dois gerentes foram detidos e os outros três estão sendo procurados. Segundo as investigações iniciadas em 2016, eles eram o elo entre os chefes do bando e o outros integrantes, como os motoristas, por exemplo.

100%

A operação desta quinta recebeu o nome de Managers, gerentes em inglês, e 100% em alusão às funções dos integrantes da organização criminosas e à forma como se comunicavam. De acordo com a polícia, 100% era um código para saber se tudo estava dentro do previsto. Quando uma carga saia do depósito, era comum a pergunta, “e aí tá 100% ?”

A operação

Cinco policiais rodoviários federais foram presos nesta quinta-feira, em Mato Grosso do Sul, durante operação que desarticulou uma quadrilha que contrabandeava cigarros do Paraguai, outros dois policiais foram afastados dos cargos. Documentos e um carro de luxo foram apreendidos.