Madrugada teve maior pico de estrelas cadentes do ano: NASA transmite

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Foto: NASA

Foto: NASA

A madrugada desta quarta-feira, 12 teve a maior chuva de meteoros, ou estrelas cadentes do ano. E pode ser vista a olho nu em todo o hemisfério sul, incluindo o Brasil.

O pico da noite dos meteoros Perseidas, que chegou em agosto, será ainda mais forte na madrugada da quinta, dia 13, portanto serão duas noites de espetáculo no céu.

15 por hora

Os meteoros Perseidas são originários da poeira deixada pelo cometa 109P/Swift-Tuttle.

A chuva de estrelas entra na Terra a uma velocidade de 210 mil quilômetros por hora.

Na nossa região será possível observar até 15 meteoros por hora. Já no norte da Terra será possível ver de 45 até 90.

Como assistir

A chuva de meteoros terá melhor visibilidade às 2 horas da madrugada e não é preciso ter nenhum equipamento especial.

As recomendações da NASA, agência espacial americana são: deixar seus olhos se acostumarem ao escuro, o que pode levar cerca de 30 minutos. Não fique usando o celular enquanto espera para ver os meteoros, uma vez que o brilho das telas pode afetar a visão noturna negativamente.

A Nasa promete uma transmissão ao vivo da chuva de meteoros em seu perfil no Facebook. Basta clicar no lembrete abaixo e curtir o canal.

Os meteoros serão visíveis até 26 de agosto.

O fenômeno é conhecido na tradição católica como “Lágrimas de São Lourenço”, em uma referência a Laurentius, um dos sete diáconos da cidade de Roma que foram martirizados na perseguição aos cristãos pelos romanos em 258 D.C.

Por Andréa Fassina, da redação do SóNotíciaBoa e NASA