Mesmo preso, famoso estelionatorio continua aplicando golpes no MS

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Júlio César T. Arguelho *

Policiais do departamento de Operações de Fronteira, desmantelam esquema de estelionatários, prendendo pessoas e uma caminhonete na região de Ponta Porã/MS.

O fato ocorreu durante a noite dessa terça-feira(27), durante bloqueio policial na MS 164 na região de ponta Porã/MS, sendo abordado uma caminhonete Toyota Hilux de cor prata com placas de Campo Grande/MS, conduzida por Lucelio Perez Borges(26), acompanhado por Josiane Mariano da Silva(23), Maria Lucia Perez Borges(31) e Lorrayne Lima de Oliveira(18), todos moradores na cidade de Campo Grande/MS, sendo que a documentação da referida caminhonete estava em nome de Lorrayne.

Durante entrevista, a equipe policial suspeitou que os ocupantes da caminhonete poderiam estar levando algo irregular, sendo feita a checagem individual de cada um em buscas por antecedentes criminais e também vistoria ao veículo.

Após a checagem, foi verificado que a caminhonete estava envolvida em uma ocorrência de estelionato praticado na cidade de campo grande na data de 24 de junho de 2016 e registrada nesta data na DEPAC central de Campo Grande/MS, sendo que foi feito o contato com a vítima e confirmado o estelionato.

Em apuração preliminar a equipe policial acabou confirmando que Lorrayne, que trabalha como baba para Maria Lucia, recebeu 2mil reais de Maria Lucia para transferir a caminhonete para seu nome. Confirmou-se ainda que Maria Lucia em conluio com Lucélio e Josiane, deslocaram de Campo Grande para Dourados, onde venderia o veículo pela quantia de R$ 60mil reais em uma garagem de Dourados, sendo que o “negócio” não foi concretizado.

Após contar várias versões sobre a compra da caminhonete, Maria Lucia confessou que seria esposa de Walfrido Gonzáles Filho(37), famoso estelionatário que encontra-se preso em Campo Grande, depois de realizar golpes que deram prejuízos de mais de 1 milhão de reais as suas vítimas. Walfrido teve inclusive sua “história” de crimes contada em uma reportagem do fantástico, onde ele se passava por médico para extorquir a família de pacientes internados em hospitais. Walfrido tem mais de 70 passagens registradas pela polícia do MS.

Maria Lucia confirmou que Walfrido era o mentor do crime, onde se passou por um conhecido Deputado do MS, negociando e fechando a compra da caminhonete por telefone, sendo que Maria Lucia fez o “teste drive” no veículo e o levou para fazer a vistoria para transferência.

Como o suposto deputado teria pedido para agilizar a entrega do veículo, confirmando por telefone a concretização do negócio e dizendo que Maria teria que fazer uma viajem, a proprietária transferiu a caminhonete para o nome da Maria Lucia.

Durante a ocorrência, Walfrido ligou diversas vezes no DOF, se identificando como desembargador, como deputado, como advogado e como filho da vítima, tentando fazer a liberação do veiculo.

Depois de tentar entrar em contato com o suposto deputado e não conseguir falar, a vítima registrou o boletim de Estelionato na DEPAC centro de Campo Grande/MS.

Diante de todas as informações e fatos relacionados, a equipe policial deu voz de prisão a quadrilha de estelionatários, encaminhando o veículo e os presos até a delegacia de Ponta Porã/MS, onde todos foram autuados por Estelionato.