Moderna começa primeiros testes da vacina contra HIV em humanos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Vacina HIV será testada em duas fases. As primeiras doses já foram aplicadas - Foto: Shutterstock

Vacina HIV será testada em duas fases. As primeiras doses já foram aplicadas – Foto: Shutterstock

O laboratório Moderna anunciou nesta quinta-feira (19), que os primeiros testes da vacina contra HIV já estão sendo feitos em humanos nos Estados Unidos.

O imunizante foi produzido a partir de tecnologia do RNA mensageiro (mRNA), que é o mesmo utilizado pela empresa em vacinas antiCovid.

A fase 1 dos testes em humanos foi publicada formalmente no registro do Instituto Nacional de Saúde (NIH) dos Estados Unidos. Os estudos iniciais vão envolver 56 pessoas com idades entre 18 e 50 anos não portadoras do vírus.

Vacinação em fases

Os testes serão divididos em duas etapas. Na primeira, metade dos voluntários receberá duas doses iguais do imunizante mRNA-1644, e a outra, duas versões distintas, nomeadas mRNA-1644 e mRNA-1644v2.

Esse primeiro momento deve durar 10 meses. Nesta fase, os cientistas querem verificar a existência de resposta imune e comprovar a segurança da aplicação.

Se houve sucesso já na primeira etapa, outras duas doses serão necessárias somente para cumprir os protocolos de liberação, exigidos pelas agências sanitárias.

A segunda etapa é composta das duas últimas aplicações. Nelas, os cientistas farão a análise da segurança e das defesas do organismo e testarão a eficácia real das doses ministradas.

Tecnologia MRNA

A tecnologia do RNA atua como um mensageiro e “ensina” as células do corpo a produzir antígenos contra o vírus.

Neste caso, a vacina se torna um pouco mais eficiente, pois é diferente dos imunológicos tradicionais, que são fabricados à base de partes do vírus ou de vírus inativado.

Neste momento, além da Moderna, a Pfizer também está com o imunizante aprovado e em fase de produção nos Estados Unidos.

Vacinação no Brasil

Aqui no Brasil, a vacinação contra o HIV também acontecerá e a USP já está cadastrando voluntários desde o início do ano.

Publicamos um conteúdo explicando sobre o cadastramento e como entrar em contato com a universidade. Veja a matéria completa aqui no Só Notícia Boa!

Por Monique de Carvalho SNB com informações de Diário do Nordeste