Monsanto atuou para desacreditar jornalistas e ativistas, revela The Guardian

Redação Portal Imprensa*
A Monsanto operou um “centro de fusão” para monitorar e desacreditar jornalistas, ativistas e até o cantor Neil Young, que é crítico declarado da empresa. Documentos revisados pelo The Guardian mostram que um dos alvos foi Carey Gillam, uma jornalista da Reuters que investigou o herbicida da empresa e suas ligações com o câncer.

Crédito:Reprodução
Entre as estratégias para atacar a jornalista estava escrever “pontos de discussão” para “terceiros” criticarem o livro “Whitewash: A história de um herbicida, câncer e corrupção da ciência”, que seria lançado.Também foi discutido internamente a pressão sustentada na Reuters para que Gillam fosse transferida.  “Eles (equipe de relações públicas) continuam a pressionar os editores de Gillam com muita força a cada chance que temos”, e que esperam que “ela seja transferida”.

“Eu sempre soube que a Monsanto não gostava do meu trabalho e trabalhava para pressionar editores e me silenciar, mas nunca imaginei que uma empresa multibilionária gastaria tanto tempo e energia e pessoal comigo. É surpreendente”, disse Gillam.

Outra ação foi a elaboração de um longo relatório sobre a defesa anti-Monsanto de Neil Young, monitorando seu impacto nas mídias sociais. Em 2015, Young lançou o álbum “Anos Monsanto”, com críticas à produção de sementes geneticamente modificadas. O centro de fusão avaliou as letras, desenvolveu mais de 20 tópicos potenciais que ele poderia atingir e criou um plano para produzir conteúdo e preparação para respostas proativas.

A US Right Of Know (USRTK), uma organização sem fins lucrativos, também  foi monitorada com relatórios semanais sobre suas atividades. Eles estavam preocupados com a divulgação de documentos sobre suas relações financeiras com cientistas que poderiam apoiar as alegações de que eles estavam “encobrindo pesquisas que não faziam jus”. “Eles nos viram como uma ameaça e estavam realizando algum tipo de inteligência sobre nós e, mais do que isso, não sabemos”, disse Gary Ruskin, co-fundador da USRTK, em uma entrevista.
Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book