MS conquista lugar de destaque no ranking nacional de transparência nas informações sobre coronavírus

DD0BE18A-4B81-4F59-A8FC-61E9AC50C466
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

MS conquista lugar de destaque no ranking nacional de transparência nas informações sobre coronavírus


Campo Grande (MS) –
 Ranking divulgado pela Open Knowledge Brasil que mede o grau de transparência das informações sobre o coronavírus nos portais oficiais dos estados mostra que Mato Grosso do Sul ocupa posição de destaque na divulgação de dados sobre a doença.

Com 88 pontos, o Estado está na quarta posição no ranking nacional. Além disso, Mato Grosso do Sul está 10 pontos percentuais acima da média do Governo Federal, de 78 pontos.

Destaque para a pontuação do Estado é a informação sobre a população indígena. A informação no quesito raça/cor já é uma realidade e, além dessa categoria, o formulário de notificação obrigatória do Ministério da Saúde traz um campo mais específico para identificar os grupos étnicos a que pertencem as pessoas registradas.

Clique no mapa e confira o mapa da transparência.

A transparência nas informações é, segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, item a ser levado a sério pelo Governo do Estado e pela Secretaria de Estado de Saúde. “Desde o começo apresentamos o cenário da doença nas transmissões ao vivo realizadas todos os dias, no site coronavirus.ms.gov.br e no Painel Mais Saúde”.

A secretária de Administração e Desburocratização, Ana Carolina Araujo Nardes, salienta que a posição que o Estado ocupa atualmente é reflexo da iniciativa do Governo de MS. “É importante divulgar essas informações e proporcionar à população a segurança de que estamos cuidando e dando publicidades aos recursos que estão sendo disponibilizados para a saúde neste momento delicado”

O controlador geral do Estado, Eduardo Girão, analisou os critérios adotados pela OKBR e destacou que a próxima etapa é trabalhar em critérios onde o Estado ainda não alcançou boas pontuações. “Em critérios em que recebemos uma pontuação não desejada daremos maior foco daqui para frente, entre eles o que se refere à localização dos casos”.

Vale destacar que nos dois últimos relatório a OKBR elevou os critérios de avaliação, a mudança na metodologia aumentou a exigência das informações.

A OKBR, também conhecida como Rede pelo Conhecimento Livre, é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos e apartidária que atua no país desde 2013. A rede desenvolve e incentiva o uso de tecnologias cívicas e de dados abertos.

O Índice de Transparência da Covid-19 é uma iniciativa para avaliar a qualidade dos dados e informações relativos à pandemia do novo coronavírus publicados pela União e pelas unidades da Federação nos portais oficiais.

Ana Brito, Subcom

Foto: Chico Ribeiro