No Dia Mundial da Saúde, Sanesul comemora avanço no saneamento de MS

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

No Dia Mundial da Saúde, Sanesul comemora avanço no saneamento de MS

Em 2015, foram investidos 58,4 milhões em sistemas de esgotamento sanaliseanitário e tratamento de água

Hoje, 7 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Saúde, e a Sanesul comemora trabalho realizado no saneamento e assim a promoção da saúde nas 123 localidades de Mato Grosso do Sul atendidas.

Em 2015, de acordo com o relatório anual de administração e demonstrações financeiras divulgado pela Empresa no dia 31 de março, a Sanesul investiu 53% dos seus recursos, cerca de R$ 34 milhões, no sistema de abastecimento de água e 36%, equivalente a R$ 23,4 milhões, em esgotamento sanitário.

Segundo o Diretor Presidente da Sanesul, Luiz Carlos da Rocha Lima “o objetivo é manter a universalização do abastecimento com água potável nas localidades em que opera e aumentar progressivamente o índice de esgotamento sanitário, contribuindo para a saúde pública, para o desenvolvimento socioeconômico e a proteção ao meio ambiente”.

Com sua sede em Campo Grande, a Sanesul opera atualmente 19 Estações de Tratamento de Água (ETA’s), 371 poços ativos e 61 Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s), para atender 125 localidades, sendo 68 municípios e 57 distritos do Estado.

Segundo a engenheira sanitarista e ambiental Daniela de Almeida Nantes, gerente regional de Jardim, “a saúde possui uma relação direta com o meio ambiente e consequentemente com os serviços de saneamento básico, que é um dos principais fatores que influenciam na qualidade de vida da população. Diante disto, a Sanesul, que atua em duas importantes áreas do saneamento que é o tratamento de água e esgotamento sanitário, trabalha com um modelo de desenvolvimento que contempla as questões sociais no Estado de Mato Grosso do Sul, pois entendemos que os investimentos feitos em saneamento básico melhoram o ambiente e a saúde de nossa população”, ressalta.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), para cada um real investido em água e saneamento, são economizados quatro reais em custos no sistema de saúde. Os sistemas de esgotamento sanitário e tratamento de água que a Empresa opera, têm como objetivo preservar as condições do meio ambiente com a finalidade de prevenir doenças e promover a saúde, melhorar a qualidade de vida da população e o desenvolvimento socioeconômico do município atendido.

Para Daniela, o saneamento é indispensável para a manutenção da saúde humana. “Entendo que este dado deve-se ao fato de que o saneamento contribui para a redução de vetores transmissíveis de doenças”, finaliza.

Operação dos sistemas de Água e Esgoto

A implantação de sistemas de abastecimento de água e esgoto traz melhorias na saúde e condições de vida da população. Assim, para manter o controle da qualidade da água, todos os sistemas nos municípios e distritos operados pela Empresa são monitorados. A Sanesul conta com o próprio Laboratório Central, localizado no Complexo Maria Cecília Barbosa, em Campo Grande, onde são feitas análises das amostras de água nos parâmetros mais complexos, como agrotóxicos, metais, substâncias orgânicas, seguindo padrões exigidos pelo Ministério da Saúde.

Em 2015, o Laboratório Central da Empresa realizou 44 mil análises de água e 19 mil análises de esgoto. Os dez laboratórios regionais da Sanesul realizam, em média, 60 mil análises por ano.

Iago Porfírio

ETE de Bonito é uma das mais modernas do Brasil