ONG Artigo 19 condena processo contra jornalista

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

A repórter é acusada de quebrar um tapume metálico instalado nos limites do Parque Augusta para impedir o acesso de pessoas não autorizadas. Segundo o trecho do parecer publicado pela ONG Artigo 19, diversos comunicadores são alvos de processos judiciais, o que caracteriza tentativa de impedir o trabalho do jornalista e a liberdade de expressão, destacou a ABI.

“Não há, ainda, de acordo com a promotoria e na leitura da ARTIGO 19, nenhum tipo de ligação entre os danos alegados pelas construtoras e a entrada da jornalista na área da reportagem. Em um cenário onde frequentemente diversos comunicadores são alvo de processos judiciais, a ARTIGO 19 reconhece a queixa criminal do caso de Maria como mais um instrumento inibitório, que traz consigo uma paradigmática violação à liberdade de expressão”.

Quando procuradas, as incorporadoras Cyrela e Setin afirmaram que não se manifestam sobre casos em julgamento. O título da reportagem, veiculada em 2016 por Maria Teresa em seu blog e no portal Ponte Jornalismo é: “Construtoras deixam o terreno do Parque Augusta apodrecendo”.

Leia aqui o parecer completo divulgado pela Artigo 19.

Repórter Maria Teresa Cruz