ONG Think Olga lança manual do jornalismo humanizado

mulher1
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

ONG Think Olga lança manual do jornalismo humanizado

mulher1Redação Portal IMPRENSA

A ONG feminista Think Olga lançou um Minimanual do Jornalismo Humanizado. O guia reúne um conjunto de regras básicas para evitar erros clássicos em notícias que envolvem as mulheres.

A publicação está dividida em quatro partes: Violência contra a Mulher, Racismo, Transfobia e Estereótipos Nocivos. A primeira parte indica, por exemplo, que indício de atividade que culminou em estupro jamais deve ser tratada como “encontros amorosos”.
O Think Olga define o projeto como um guia básico, de bolso, para jornalistas, redatores, blogueiros e veículos de comunicação acessarem sempre que precisarem lembrar do que fazer e do que não fazer para que o conteúdo não perpetue a cultura de violência contra a mulher na sociedade.
“O papel dos veículos de comunicação é fundamental na construção da cultura de um país. O jornalismo, em especial, por sua posição de confiança e virtude informativa, é capaz de legitimar discursos e práticas concomitantemente à transmissão de notícias”, destaca.