Paraibana aprovada em 6 universidades americanas vai cursar astrofísica

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

Uma jovem paraibana apaixonada pelas estrelas foi aprovada em 6 universidades dos EUA para cursar astrofísica.

“Sempre fui apaixonada pelas estrelas”, conta Ananda Figueiredo, que é de João Pessoa.

Entre as universidades que aceitaram a jovem, estão Princeton, o MIT e Amherst College. Agora, Ananda, de apenas 17 anos, precisa escolher em qual vai estudar.

Esforçada

A estudante sempre teve boas notas e conquistou bolsas de estudos.

Há 3 anos ela foi aprovada em mais uma seleção e foi estudar em Orlando, nos EUA, no Cypress Creek High School, uma escola pública, por meio do programa International Baccalaureate (IB).

Desde criança Ananda demonstrou ter aptidão com números e, do jardim de sua casa, na Paraíba, observando o céu, viu nascer a paixão pelas estrelas.

“Quando eu era menor meus pais me deram um livro ilustrado de astronomia. Lembro que devorei esse livro e tenho partes decoradas até hoje. Tive um privilégio grande de poder me dedicar às minhas paixões”, comenta.

Família

A mãe de Ananda, Maria Eduarda Figueiredo, conta que sempre fez de tudo para proporcionar as melhores possibilidades de estudo à filha.

Apesar das dificuldades culturais e financeiras, com muito esforço a família conseguiu realizar o sonho.

“Era o sonho dela, e a gente que é mãe sonha o sonho dos filhos. Desde que ela começou a ir para a escola, sempre teve esse ‘sonho impossível. Hoje ela está em um grupo resumidíssimo no mundo todo, e estamos muito felizes, sobretudo pela felicidade dela”, conta a mãe da estudante.

Escolha

Com a pandemia, a estudante tem aulas virtuais. O pai, Aníbal Júnior, com quem ela mora nos Estados Unidos, também demonstra muito orgulho pelas conquistas da filha.

“Cada lágrima, cada gota de suor derramada nesse tempo, valeu a pena, porque o sonho [de Ananda] foi realizado. Então se você também tem um sonho assim, acredite”, diz Aníbal.

As propostas das universidades seguem em análise pela estudante, que confessa estar entre o MIT e Princeton.

“Tenho muito mais coisas para viver. Pretendo continuar minha carreira fazendo PHD em astrofísica, quero ser professora, pesquisadora… É só o início”, conclui.

Ananda com os pais Foto: Arquivo Pessoal
Ananda com os pais Foto: Arquivo Pessoal

Por Andréa Fassina, da redação do Só Notícia Boa – Com informações do G1/Jornal da Paraíba