Pelo menos cinco jornalistas foram presos em meio a protestos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Pelo menos cinco jornalistas foram presos em meio a protestos na Argélia

Redação Portal IMPRENSA*
O Comitê para a Proteção dos Jornalistas pediu às autoridades argelinas que libertem Bendjama Mustapha, editor-chefe do Le Provincial, e acabem com o assédio de jornalistas que cobrem protestos contra o governo.
Crédito:AFP / Ryad Kramdi

Segundo um funcionário do Le Provincial, que falou com o CPJ anonimamente, quatro oficiais à paisana foram ao escritório do jornal.

Um oficial ficou com a equipe do jornal, enquanto os demais levaram Mustapha ao escritório para fazer perguntas. Depois de algumas horas, a polícia confiscou o computador de Mustapha e o levou à delegacia de Annaba. A polícia não divulgou ao pessoal quais eram as acusações contra o jornalista.

Além de Mustapha, outros quatro jornalistas foram presos, enquanto estavam cobrindo os protestos exigindo eleições e um novo regime político.

Um deles, o blogueiro e apresentador de rádio Adel Azeb Chikh, teve a prisão preventiva prorrogada.

“As autoridades argelinas devem libertar imediata e incondicionalmente o Bendjama Mustapha e todos os outros jornalistas presos nos últimos meses”, disse o coordenador do CPJ para o Oriente Médio e o Norte da África, Sherif Mansour.