Policia Militar tira de circulação 95 foragidos da justiça e recupera 46 veículos furtados

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Policia Militar tira de circulação 95 foragidos da justiça e recupera 46 veículos furtadosever-alexandre-e-ten-cel-waldomiro-centuriao-foto-lile-correa lile-e-ten-cel-waldomiro-centuriao-foto-ever-alexandre“Senão conseguir falar no 190 poderá entrar em contato pelo whats app ou ligando no número caso não possua o aplicativo +55 67 9.9936.5236”, mencionou o Comandante do 4ºBPM,Tenente Coronel Waldomiro Centurião

“95 foragidos da justiça foram presos e colocados a disposição da justiça e 46 veiculados foram recuperados, estes resultados nos apontam que estamos no caminho certo, estamos caminhando na busca da eficiência, por isso quero parabenizar os policiais militares do 4º Batalhão da Policia Militar que estão sob o meu comando e agradeço pelo empenho e comprometimento”, mencionou o Comandante do 4º BPM, Tenente Coronel Waldomiro Centurião na manhã desta terça-feira (06/12) em entrevista ao Jornal da Líder FM 104,9.

Ao jornalista Lile Corrêa e ao radialista Ever Alexandre o Comandante do 4º BPM respondeu sobre as questões de segurança pública na fronteira. Na entrevista foi destacado que o Mato Grosso do Sul tem 1.131 km de fronteira sendo sete cidades gêmeas, sendo elas: Bela Vista, que é vizinha de Bella Vista Norte (Paraguai); Coronel Sapucaia, que fica ao lado de Capitán Bado (Paraguai); Corumbá, que está ao lado de Puerto Quijarro (Bolívia); Mundo Novo, que tem Salto del Guairá (Paraguai) como vizinha; Paranhos, com Ypejhú (Paraguai) após a fronteira; Porto Murtinho, que é vizinha de Capitán Carmelo Peralta (Paraguai); e Ponta Porã, que fica ao lado de Pedro Juan Caballero (Paraguai), o que dificulta o serviço de segurança pública e combate “ao tráfico de drogas e contrabando”.

“Por que o contraventor comete crime de um lado da fronteira e foge para o outro lado, por isso temos uma parceria com a Policia Nacional para prendermos esses elementos nocivos à sociedade”, salientou Waldomiro Centurião.

Com relação as criticas da comunidade ao 190, que é a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança – CIOPS te por finalidade através de um número único 190, proporcionando a segurança necessária a toda população, em Ponta Porã deverá passar por ajustes para atender os anseios da sociedade.

O comandante mencionou que “caso não consiga o contato poderá entrar em contato pelo whats app ou ligando no número caso não possua o aplicativo +55 67 9.9936.5236.

Finalizando o Comandante do 4º BPM destacou o trabalho do Gabinete de Gestão Integrada da Fronteira (GGI-Fron), órgão vinculado à Secretaria Nacional de Segurança Pública, que em suas operações conjunta conta com efetivo da Polícia Militar, Polícia Civil, Marinha, Exército, Agetrat, Agenfa, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Federal, Departamento de Operações de Fronteira, Guarda Municipal e Polícia Militar Ambiental. No Mato Grosso do Sul, as operações do GGI-FRON ocorrem desde 2011.

O GGI-Fron é por força legal um fórum deliberativo e executivo que opera por consenso, sem hierarquia e respeitando a autonomia das instituições que o compõem. Visa coordenar o Sistema Único de Segurança Pública nos Estados com o intuito exclusivo de melhorar a articulação entre os órgãos. Essa integração, segundo o GGI-Fron, permite aperfeiçoar a gestão da segurança pública e responder com mais rapidez às demandas da área.