Clube de Imprensa

Ponta Porã recebe lançamento de Campanha “Turismo Responsável é o que Protege a Infância e a Adolescência”

Foi lançada na noite desta segunda-feira, 07, em Ponta Porã, a Campanha “Turismo Responsável é o Que Protege a Infância e a Adolescência”, lançada pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através da Fundação de Turismo de MS.

O objetivo da campanha é sensibilizar as empresas e prestadores de serviços turísticos assumam os compromissos estabelecidos no Código de Conduta, que adotem uma posição explícita de repúdio à exploração sexual praticada contra crianças e adolescentes em sua política interna e que promovam ações de disseminação de informação e capacitação, de modo que seus funcionários e parceiros comerciais tenham mais esclarecimento sobre o tema e saibam como proceder em casos suspeitos, segundo a Psicóloga Tânia Regina Comerlato.

A Primeira-dama Paula Consalter Campos, disse em sua fala inicial, que “estamos fazendo um grande pacto pela paz em Ponta Porã. Nós faremos o enfrentamento de várias chagas que a gente tem vivenciado na faixa de fronteira. A gente fica imensamente feliz em poder efetivamente avançar no desenho de políticas públicas para enfrentar problemas que são comuns na fronteira. A cidade que a queremos, ela tem que ser construída pelo Poder Púbico e Privado em conjunto. Precisamos caminhar juntos e contribuir com o desenvolvimento responsável da nossa fronteira”, destacou.

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã, Vereador Agnaldo Miudinho, representou seus pares, colocando-se à disposição para o enfrentamento e o debate de políticas públicas que combatam a exploração de crianças e adolescentes.

O Conselho Tutelar de Ponta Porã participou do lançamento. Para eles, o trabalho consiste em estar empenhado para colaborar com o enfrentamento a toda forma de violência contra nossas crianças e adolescentes.

A Secretária de Desenvolvimento Regional, Indústria, Comércio e Turismo, Raquel Lageano Quintino, afirmou que a partir de agora começam as atividades direcionadas ao combate à exploração infantil e isso se dará trazendo os setores que vivem do turismo responsável para dentro do debate.

* Diretoria de Comunicação