Prêmio Gabo 2020 anuncia finalistas; seis produções brasileiras estão na lista

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
A Fundação Gabo anunciou os 40 finalistas para o Prémio Gabo 2020. Na lista, há seis produções brasileiras dos veículos Folha de S. Paulo, Globo News, Repórter Brasil, The Intercept Brasil, Revista Azmina e Aos Fatos.
Os indicados concorrem nas categorias Texto, Imagem, Cobertura e Inovação.

Este ano, o júri, composto por 58 jornalistas internacionais, avaliou 1.443 trabalhos, publicados entre 1º de abril de 2019 e 30 de junho de 2020.

Os vencedores serão anunciados no dia 21 de janeiro em uma cerimônia virtual.

A última vez que o Brasil ganhou o prêmio foi em 2016. A jornalista Natália Viana da Agência Pública venceu na categoria Texto. Os jornalistas Caio Cavechini, Carlos Juliano Barros, Ana Aranha, Caue Angeli, Marcelo Min e Leonardo Sakamoto da Globo News ganharam na categoria Imagem.

Já em 2013, o jornalista Lucio Castro da ESPN venceu na categoria cobertura de notícias.
A jornalista Dorrit Harazim recebeu o prêmio de reconhecimento de excelência em 2015.
Confira os finalistas de 2020:

Crédito: Prêmio Gabo

Texto

“Almanegra”, publicado em El Malpensante.
Por: Santiago Wills
Perfil detalhado de Magnolia polyhypsophylla, uma espécie de árvore desconhecida que nos fala sobre nossa relação com as plantas e o mundo vegetal.
“Argélia Fellove é dura”, publicado no El Estornudo de Cuba.
Por: Abraham Jiménez Enoa.
Crônica sobre uma mulher, negra, lésbica e pobre, que conseguiu reverter sua marginalidade e transformá-la em um bem social a partir do transformismo masculino em Cuba.
“EUA: quando a conta do hospital assusta mais que o coronavírus”, publicado na Revista 5w.
Por: Marta Martínez Martínez.
Relatório que investiga os problemas sistêmicos do sistema privado de saúde dos Estados Unidos, impossíveis de pagar pelos pobres, racializados e indocumentados.
“O narcotraficante invisível: nas pegadas do Memo Fantasma”, publicado na Insight Crime.
Por: Jeremy McDermott.
Investigação sobre “Memo Fantasma”, um traficante de drogas colombiano de alto nível que escapou da justiça e vive discretamente na Espanha.
“O outro preço do níquel”, publicado no YucaByte de Cuba.
Por: Cynthia De la Cantera, Alberto C. Toppin.
Relatório que investiga e narra o impacto da produção de sulfeto de níquel mais cobalto na vida dos habitantes de um município da província de Holguín, em Cuba.
“Hugo, história de um coração”, publicada no jornal El Mundo da Espanha.
Por: Pedro Simón.
Relatório da espera e do transplante de coração de Hugo, um menino de 15 meses. É a crônica de uma nova vida que se resume em 19 grampos, a mais bela ferida do mundo.

“A penúltima batalha do Hospital Juárez”, publicado no El País – Edição América.
Por: Elías Camhaji.
Crônica sobre a luta contra o medo e o cansaço do pessoal de saúde na linha de frente no México.
“Operação Hermes: é assim que as contas do Cartel de Sinaloa foram descongeladas”, publicado no Aristegui Notícias.
Por: Ignacio Rodríguez Reyna.
Investigação que revela a operação do mais alto escalão do México para descongelar US $ 500 milhões aos principais chefões do narcotráfico.
“Os Americanos”, publicado na Folha de S.Paulo.
Por: Marina Dias, Lalo de Almenida, Daigo Oliva, Fernando Sciarra e Beatriz Peres.
Retrato do Cinturão de Ferrugem, região crucial para decidir se o líder mais polêmico da história dos Estados Unidos permanece na Casa Branca.
“Venezuela, ou paraíso de dois contrabandistas”, publicado em InfoAmazonia, Miami Herald, Runrun.es, De Correspondent e Correo del Caroní.
Por: Algimiro Montiel, Antonio Maria Delgado, Bram Ebus, Jay Weaver, Jim Wyss, Jorge Benezra, Kyra Gurney, Nicholas Nehamas, Pamela Kalkman, Stefano Wrobleski, Gustavo Faleiros, Lisseth Boon, María Ramírez Cabello, Nancy San Martín, Casey Frank, Maaike Goslinga, Marnix de Bruyne e Rosan Smits.
Aliança internacional que investiga o contrabando de ouro de regiões em conflito na Venezuela.
Imagem
“Defensores da selva”, publicado no El País de España.
Por: Francesc Badia i Dalmases e Pablo Albarenga.
Reportagem sobre os defensores da selva e sua luta na Amazônia contra a crise climática.
“GIG – A Uberização do Trabalho”, publicado na Globo News do Brasil.
Por: Mauricio Monteiro, Carlos Juliano Barros e Caue Angeli.
Documentário sobre a “uberização”, a precariedade do trabalho e o avanço da “economia do gig” no Brasil e no mundo.
“As meninas suicidas de El Salvador”, publicado na Univision Noticias Digital.
Por: Patricia Clarembaux, Almudena Toral, Julia Gavarrete, Justine Simons, Maye Primera, Mauricio Rodríguez Pons, José Luis Osuna, Adriana Bermúdez e Jessica Weiss
Especial multimídia bilíngüe sobre a violência extrema sofrida por meninas e mulheres em El Salvador e como ela as está levando ao suicídio.
“Os objetivos militares do governo Lucas García e os sobreviventes do massacre de Chisís”, publicado na Plaza Pública de Guatemala.
Por: Simone Dalmasso.
Relato gráfico em memória das vítimas Ixil do massacre de Chisís, no alvorecer de um novo julgamento de genocídio.
“Luces y sombra de Libia” publicado no El País de España.
Por: Ricardo García Vilanova.
Projeto sobre a passagem mortal para a Europa de muitos refugiados e migrantes da Líbia.
“Migrar é pousar”.
Por: Edu León e Soraya Constante.
Trabalho jornalístico de sensibilização sobre a migração venezuelana e equatoriana, em formato multimídia e com novas narrativas.
“Coletores de corpos”, publicado no jornal El Comercio de Peru.
Por: Rodrigo Cruz, Antonio Álvarez, Carlos Hidalgo, Juan Aurelio Arévalo, Christian Saurré, Luis Jacobo, Carls Mayo, Óscar Ramírez e Renzo Salazar.
Reportagem audiovisual que faz um tour noturno com quem recolhe os corpos dos mortos do COVID-19 em Lima durante a fase mais letal da pandemia.
“Santuario, o inesperado refúgio de mulheres indígenas trans na Colômbia”, publicado na BBC Mundo.
Por: Alejandro Millán Valencia, Natalia Pianzola, Enric Botella, Tere Lari e Camilo Estrada.
Documentário sobre como uma cidade conservadora se tornou um refúgio para um grupo de mulheres indígenas trans na Colômbia.
“Sem condenação no inferno paraguaio”, publicado em El Surtidor de Paraguay.
Por: Santiago Carneri.
Ensaio fotográfico e multimídia que mescla fotografias, áudio e música original e descreve a superlotação nas prisões do Paraguai.
“Yazidis após o extermínio”, publicado na Revista 5w.
Por: Diego Ibarra Sánchez.
Ensaio fotográfico sobre o fenocídio yazidi que mostra o passado e o presente de um povo condenado ao esquecimento no Iraque.
Cobertura

“Canaima: paraíso envenenado por ouro”, publicado no Runrunes de Venezuela.
Por: Lisseth Boon e Lorena Meléndez.
Especial que demonstra o impacto da mineração ilegal no Parque Nacional Canaima na Venezuela, um Patrimônio Mundial da UNESCO.
“Comunidades intoxicadas”, publicado na La Prensa Gráfica de El Salvador.
Por: Glenda Girón.
Série de relatórios sobre doença renal crônica que está matando agricultores na costa do Pacífico da América Central e que é silenciada com base nos lucros das safras.
“Covid Photo Diaries”, publicado no New York Times En Español.
Por: Susana Girón, José Colón, Javier Fergo, Manu Brabo, Olmo Calvo, Judith Prat, Isabel Permuy e Anna Surinyach
Cobertura do estado de alarme da COVID-19 na Espanha por oito fotojornalistas espanhóis em oito regiões diferentes do país.
“O fracasso na luta contra a lavagem de dinheiro no México”, publicado no jornal El País da Espanha.
Por: Zorayda Gallegos Valle.
A investigação revela que em 12 anos de guerra contra as drogas no México, o governo obteve apenas 16 sentenças por lavagem: eram o último elo do poderoso negócio.
“O trabalho de rastreamento da Quinta Brigada Nacional no norte de Veracruz.” publicado na Presencia Mx de México.
Por: Violeta Alejandra Santiago Hernandez, Emmanuel Ibáñez Juárez e Ignacio Martínez Rosaslanda
Documentação multimídia que narra o trabalho de campo da Quinta Brigada de Busca de Pessoas Desaparecidas em Veracruz, México.
“Fronteira Sul. A fronteira desconhecida da América ”, publicado no jornal El País da Espanha e El Faro de El Salvador.
Por: Javier Lafuente, José Luis Sanz, Óscar Martínez, Carlos Martínez, Carlos Dada, Mónica González Islas, Jacobo García, Roberto Valencia, Elena Reina, Héctor Guerrero, Fred Ramos, Víctor Peña, Gladys Serrano, Fernando Hernández, Guiomar del Ser e Teresa de Miguel.
Série de reportagens multimídia que viaja, conta e tenta estripar a tira que liga o México à América Central.
“A expansão do ‘gota a gota’ na América Latina”, publicado no jornal El País de Cali, Colômbia.
Por: Hugo Mario Cárdenas López, Edwar Certuche, Henry Alberto Ríos e Álvaro Pío Fernández.
Radiografia do flagelo que condena os mais pobres da América Latina à escravidão financeira por meio de empréstimos com dinheiro de drogas.
“Os exploradores de água”, publicado em Mexicanos Contra La Corrupción Y La Impunidad.
Por: Thelma Gómez Durán, Jennifer González, Mónica Cerbón, Sonia Serrano Íñiguez, Andrea Menchaca, Patricia Mayorga, Aminetth Sánchez, Paris Martínez, Lucía Vergara, Adolfo Valtierra, Nancy Chávez, Mónica Contreras, Mariana Hernández, Omar Bobadilla, Mariana Hernández, Omar Bobadilla, Rocío Arias Puga, Emmanuelle Hernández, Vanessa Cisneros, Juan Pablo Hierro e Pablo Andrés López Chávez.
Série de reportagens que investiga a compra, venda e exploração da água por meio de oito andares localizados em sete estados do México.
“Inside do Fire”, publicado na Repórter Brasil.
Por: Ana Magalhães, Daniel Camargos, Dom Phillips, Fernando Martinho e João Laet.
Série de pesquisas sobre o ‘Dia do Fogo’, a queima organizada por fazendeiros e empresários que devastou a Amazônia em 2019.
“Terra dos resistentes”.
Por: Dora Montero, Gustavo Faleiros, Andrés Bermúdez, Isabela Ponce, Ginna Morelo, Camilo Amaya, Tatiana Pardo, Ivonne Rodríguez, Sinar Alvarado, Aldem Bourscheit, Alejandra Gutiérrez Valdizán, Milagros Salazar, José María León, Alexa Vélez Zuaz, Alexa Vélez Zuaz, Equiel Emiliano Gullo, Iván Paredes Tamayo, Nelfi Fernández, Thelma Gómez, Hugo Mario Cárdenas, Ricardo Cruz, Laura Ardila, Sara Castillejo, Lisseth Boon, Juan Miguel Álvarez, Helena Calle, María Paula Murcia, César Rojas, Vienna Herrera, Vanessa Romo e Óscar Mejía e Patricia Mayorga.
Projeto colaborativo que integra 10 países, 21 veículos de comunicação, 31 jornalistas, 29 reportagens e um banco de dados com 2.367 ataques contra defensores ambientais na América Latina.
Inovação

“Global Arsenal”, publicado no The Intercept Brasil.
Por: Maria Cecília de Oliveira Rosa e Leandro Demori.
Investigação que rastreia a origem das balas no Rio de Janeiro após coleta de cartuchos após tiroteios em 27 bairros da região metropolitana.
“Elas no Congresso”, publicado na revista Azmina do Brasil.
Por: Bárbara Libório, Helena Bertho, Carolina Oms, Thais Folego, Letícia Ferreira, Renata Hirota, Reinaldo Chaves, Erlan Almeida, Leandro Amorim, Erico Rosa, Carolina Herrera, Pedro Rodrigues, Guilherme Lobo e Larissa Ribeiro.
É um projeto que utiliza dados públicos do Congresso Nacional do Brasil para fiscalizar os direitos das mulheres no Legislativo.
“O segundo a segundo do tiro que matou Dilan Cruz”, publicado na Cerosetenta de Colômbia.
Por: Giancarlo Fiorella, María Fernanda Fitzgerald, Tomás Uprimny, Jake Godin e Natalia Arenas.
Esta é a reconstrução, segundo a segundo, do assassinato de Dilan Cruz por um membro do Esquadrão Móvel Anti-Motim na Colômbia.
“Funes: Um algoritmo contra a corrupção, publicado em Ojo Público”.
Por: Ernesto Cabral, Nelly Luna Amancio, Gianfranco Huamán, Gianfranco Rossi e Alonso Balbuena.
Funes é um algoritmo que identifica o risco de corrupção nas compras públicas no Peru, com base em milhões de dados.
“Projeto miroslava”
Por: Periodistas de Colectivo 23 de Marzo, Centro Latino-Americano de Investigação Jornalística (CLIP), Forbidden Stories e Bellingcat.
Investigação colaborativa que revela lacunas na investigação do assassinato da jornalista Miroslava Breach em Chihuahua, México.
“Radar Aos Fatos, publicado em Aos Fatos”.
Por: Tai Nalon, Carol Cavaleiro, Bárbara Libório, Bruno Fávero, Milena Magabeira, Luiza Barros, Thamyres Dias, João Barbosa, Marina Gama Cubas, Rômulo Collopy e Parafernália Interativa.
Central de inteligência que analisa desinformação nas redes sociais no Brasil por meio de um monitor que coleta mais de 90 mil publicações na internet.
“Sete horas de angústia em La Modelo”, publicado na Cerosetenta de Colômbia.
Por: Lorenzo Morales Regueros, Juan Camilo González, Sara Cely, Tomás Mantilla e David Angulo.
Investigação multimídia sobre o motim causado pelo coronavírus na prisão La Modelo, que terminou com a morte de 24 presos em Bogotá, Colômbia.
“Testemunhas: as vozes que fizeram El Mozote sobreviver”, publicado em El Faro de El Salvador.
Por: Óscar Martínez, Rafael Pineda, ‘Rapé’, Nelson Rauda Zablah, Víctor Peña, Mónica Campos, Eduardo Cáceres, Daniel Reyes e Lisset Guevara.
Os sobreviventes narram em quatro animações e um documentário o maior massacre da guerra civil salvadorenha e sua luta contra a impunidade.
“AllTheContracts.mx”
Por: Eduard Martín-Borregón.
Combinação de abertura massiva de dados, narrativa jornalística e análise algorítmica de dados que analisa contratos públicos no México.
“XREY, publicado no Spotify”
Por: Álvaro De Cózar, Toni Garrido, Eva Lamarca e Yago Mendívil.
Retrato da vida desconhecida do Rei de Espanha, Juan Carlos I, e as razões pelas quais decidiu deixar de sê-lo.
Sobre o Prêmio Gabo e o Festival Gabo
A Fundação Gabo, inspirada nos ideais e na obra de Gabriel García Márquez, procura promover espaços de reflexão e debate e exaltar o jornalismo ético, rigoroso, inovador e de serviço público.

O Prêmio Gabo e o Festival Gabo são possíveis graças à aliança da Fundação Gabo com os grupos SURA e Bancolombia, com suas filiais na América Latina, e à aliança da Fundação Gabo com a Prefeitura de Medellín.