Clube de Imprensa

Pressão de usuários e forçam Twitter a oferecer recursos contra fake news no Brasil

Redação Portal Imprensa
Poucos dias após uma campanha de usuários brasileiros, o maior controle sobre a disseminação de falsa desinformação sobre vacinas e pandemia, o Twitter anunciou nesta segunda-feira, 17 de janeiro, que vai divulgar no Brasil um recurso para denunciar notícias falsas.

A ferramenta já estava disponível no passado nos EUA, Austrália e Austrália, e passará a Coreia do Sul também disponível para usuários da Espanha e Filipinas.

Além de hashtags e muitas postagens, a pressão para que o Twitter tomasse atitudes contra as notícias falsas incluiu o envio à cúpula da empresa no Brasil de ao menos 7 mil emails. 
Crédito: Reprodução
“Esperamos que a ferramenta de denúncia a ajude nossas equipes a entender melhor novas narrativas e tendências em desinformação, em escala, e a melhorar para formação que avancemos na capacidade de detecção de conteúdo enganoso no Twitter em tempo real”, afirmou a nota.
Eleições
Além da oferta de vacinas, como presidenciais que serão realizadas no Brasil e nas Filipinas influenciarão a decisão do Twitter de oferta do recurso fake news. 

Desde que começou a ser reconhecida nos Estados, identidade e distinção do Sul, o recurso já recebido 3,73 milhões de denúncias 3,73 milhões de denúncias, reconhecidos a 1,5 milhões de diferentes tuítes divulgados por 64 mil contas.
Porém, de 10% de residências foi pensado de acordo com o Twitter. “A redução da quantidade de informações é considerada como sendo de grande importância para a publicação de relatórios de volume que não são considerados relevantes sobre a publicação de relatórios de volume que não são considerados relevantes sobre a publicação de artigos de volume que não são considerados relevantes para a publicação.
Com a expansão do experimento, a rede espera otimizar o filtro de denúncia das denúncias e contribuir com o desenvolvimento de um modelo de aprendizado de máquina capaz de estimar a exposição de violações às regras.