Clube de Imprensa

Profissionais da Enfermagem são protagonistas na campanha de vacinação contra dengue

Unidades de Saúde de Dourados têm técnicos, auxiliares e enfermeiros atendendo a população

Elza Bernardino, auxiliar de enfermagem, aplicando a vacina contra dengue (Foto: Divulgação/Coren)

A vacinação em massa contra a dengue começou na semana passada em Dourados, a primeira cidade do Brasil a realizar essa ação, em parceria com o laboratório japonês Takeda. O objetivo é imunizar cerca de 150 mil pessoas e uma das categorias relevantes neste processo é a Enfermagem.

Segundo o Coren (Conselho Regional de Enfermagem), 175 profissionais, entre técnicos, auxiliares e enfermeiros participam do trabalho nas 34 Unidades Básicas de Saúde e na Sala de Vacinação do PAM. Nesta segunda-feira (8), o presidente do Coren-MS, dr. Enf° Leandro Dias, e o conselheiro, dr. Enf° Wilson Brum, visitaram três unidades de saúde de Dourados: a UBS Seleta, UBS Altos do Indaiá e do Jardim Novo Horizonte. Morador na cidade, Wilson aproveitou a oportunidade para tomar a primeira dose da vacina Qdenga.

“Dourados passa a ser modelo para o país e reconhecida pelo mundo por imunizar contra a dengue, que mata dezenas de pessoas por ano em Mato Grosso do Sul. Como representantes do Coren-MS, viemos acompanhar e parabenizar a cada profissional por enfrentar este desafio e evitar uma epidemia. Esperamos que o Ministério da Saúde possa disponibilizar as doses para os demais municípios, para vencermos de vez a dengue no nosso Estado”, afirma enf° Leandro Dias.

Segundo o coordenador do Núcleo Imunização da Sems (Secretaria Municipal de Saúde),  Edvan Marcelo Marques, a atuação dos profissionais de enfermagem neste processo é fundamental. “Propusemos que Dourados, de forma pioneira no Brasil e no mundo, oferte essa vacinação. Disponibilizamos 35 pontos de vacinação, onde nós temos várias equipes de enfermagem trabalhando de segunda a sexta-feira para que possamos, o mais breve possível, concluir essa primeira etapa. Entendemos ser um enorme desafio, mas também de alegria. Por se tratar de um processo de trabalho com a enfermagem à frente”, afirma Edvan, que também é enfermeiro.

Orgulho

Tânia Martins Ramos e Elza Bernardino da Silva são duas dessas profissionais da Enfermagem que atuam nas unidades de saúde de Dourados. Tânia Martins atua como técnica de enfermagem ao lado de Elza Bernardino na sala de vacinação da UBS Seleta e fazem parte da equipe de imunização no município que volta a ganhar o protagonismo após a pandemia de Covid-19 por estar na linha de frente da campanha. “A satisfação é de poder trabalhar diretamente na ponta. De saber que cada dose aplicada vai ajudar a evitar internações e mortes provocadas pela dengue. Trabalhando a prevenção”, diz.

Tânia Martins atua como técnica de enfermagem na UBS Seleta (Foto: Divulgação/Coren)

Elza se diz orgulhosa por ser a primeira campanha de vacinação de dengue do Brasil, aberta ao público geral e aplicada de forma gratuita. “Tenho muito orgulho. Muitas vezes, a nossa profissão não tem a devida valorização. Mas a gente que está aqui na ponta da campanha sabe realmente como é importante para cada pessoa, seja criança, adolescente, homem, mulher ou idoso. A gente sabe o bem que estamos fazendo a eles”, completa.