Profissionais da TV Alterosa aprovam paralisação

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

O site do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais postou que os profissionais da TV Alterosa, de Belo Horizonte, afiliada do SBT, definiram em assembleia no último dia 5, fazer uma paralisação parcial no próximo dia 12, data das duas audiências na Justiça do Trabalho que analisarão o corte ilegal de salários feito pelos Diários Associados, destacou o site da ABI.

Os trabalhadores decidiram interromper as suas atividades durante o horário das audiências (8h20 e 10h40) para poder acompanhar pessoalmente os desdobramentos das ações.

Segundo a publicação, nesse dia, será feita uma manifestação na porta da Justiça do Trabalho, na avenida Augusto de Lima, contra o corte e também contra a defesa apresentada pelos Associados na Justiça nas ações contra a redução.

Os advogados do grupo alegam na ação que o corte foi feito a pedido dos trabalhadores, o que não é verdadeiro. Por meio de assembleias e um plebiscito, o corte foi rejeitado majoritariamente pelos jornalistas da TV Alterosa e do jornal Estado de Minas.

O Sindicato acrescenta que, além dos cortes, o grupo não está pagando férias e vale-transporte, o plano de saúde vive suspenso por falta de pagamento, o FGTS está em atraso, o 13º e o salário de março dos editores e subeditores não foram quitados integralmente.

Todos os trabalhadores da Alterosa tiveram problemas com a Receita Federal por divergência entre os valores declarados pela empresa e o que foi retido na fonte. Ao todo, na TV Alterosa, 133 pessoas caíram na malha fina. Segundo informação da Receita, todos que têm direito à restituição só devem recebê-la em 2017.