Projeto Cria Mapa de Espacialização de Casos de Dengue

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

projetoEJA da Escola Jardim Ivone Cria Mapa de Espacialização de Casos de Dengue

Lile Correa*

O projeto EJA Contra Dengue de autoria do Professor Fabio Ojeda, esta sendo desenvolvido com os alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), da Escola Municipal Jardim Ivone, com a direção e apoio do diretor da Escola Professor Ricardo Torraca, diretora no NTEM – Ponta Porã Profª Kedma Caroline Souza, coordenação da Profª Altacira Helena, e colaboração de todos os professores da EJA.

O objetivo do projeto é conscientizar toda a comunidade escolar de sua responsabilidade no combate e prevenção ao mosquito Aedes Aegypti e Criar o Mapa EJA de Especialização Contra Dengue; segundo boletim epidemiológico nº 07. Dengue – semana 08 do Estado Mato Grosso do Sul / 2016, (21/02/2016 a 27/02/2016), o Município de Ponta Porã alcançou o alarmante número de 1559 casos de dengue notificados, ficando no índice de alta incidência acima de 300 casos por 100.000 habitantes.

Por essa razão, é preciso que as ações para o controle da dengue exijam não só a participação ativa de diferentes setores da administração pública, mas também a participação efetiva de cada morador na eliminação de criadouros já existentes, ou de possíveis locais para reprodução do mosquito.

A escola é um espaço privilegiado de construção do saber e de disseminação da informação, justificou-se a importância da elaboração e implementação do Projeto EJA Jardim Ivone Contra Dengue, para melhor desenvolvimento, o projeto foi dividido por etapas, uma no primeiro semestre e outra no segundo semestre de 2016.

Na primeira etapa aconteceu à abertura do projeto com a Palestra da Equipe da Educação em Saúde da Secretaria Municipal Saúde de Ponta Porã, os professores trabalharam o tema dengue em todas as disciplinas na sala de aula e sala de tecnologia educacional, a fim de conscientizar os educandos de sua responsabilidade no combate e prevenção ao mosquito Aedes aegypti, foi entregue um formulário para que os educandos iniciassem uma pesquisa na comunidade, tendo como objetivo obter um levantamento sobre os casos de dengue confirmados, casos de sintomas de dengue, criadouros já existentes, ou de possíveis locais para reprodução do mosquito, com essas informação foi criado o Mapa de Espacialização de Casos de Dengue.

Na terceira etapa utilizando as informações que os educandos obterão do mapa de controle da dengue, no mês de novembro a escola irá realizar um mutirão contra o mosquito Aedes aegypti, (Dia EJA Contra Dengue), os alunos com as informações do mapa irão nos locais com maior incidência de dengue e também em todos os locais de possível reprodução do mosquito, com objetivo de eliminar todos os focos e criadouros.

O Mutirão (Dia EJA Contra Dengue) será extensivo aos órgãos Públicos e privados do município, toda a comunidade envolvida para destruir o mosquito Aedes Aegypti.