Radialista que denunciou ameaças é assassinado no México

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
Redação Portal IMPRENSA
Mais um jornalista foi vítima da violência contra profissionais de imprensa no México. O radialista Rafael Murúa Manríquez foi assassinado a tiros no estado de Baja California Sur.
Crédito: Reprodução/Twitter

Diretor da rádio comunitária Kashana, ele estava desaparecido desde a tarde de domingo. Murúa Manríquez já tinha usado suas redes sociais para denunciar ser alvo de ameaças após realizar reportagens com críticas à administração pública.
A organização Repórteres Sem Fronteira fez um apelo para que a investigação do crime leve em consideração o exercício profissional da vítima e que presidente Andrés Manuel López Obrador reforce sua mobilização no sentido de proteger os jornalistas no país.

Relatórios internacionais apontam o Méxicocomo o país mais perigoso para os profissionais de imprensa. Murúa Manríquez é a primeira vítima deste ano. Em 2018, foram registradas nove mortes ligadas ao setor de comunicação.