Clube de Imprensa

Repórter do Futuro abre inscrições para módulo de conflito armado

Já estão abertas as inscrições para o XV Curso de Informação sobre Jornalismo em Conflitos Armados e outras Situações de Violência, um dos módulos do Projeto Repórter do Futuro. Voltado a estudantes universitários de graduação com interesse em jornalismo, o treinamento é promovido pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em parceria com a OBORÉ e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji). Conta ainda com apoio do Instituto de Pesquisa, Formação e Difusão em Políticas Públicas e Sociais (IPFD) e do Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro-SP).

A atividade reúne, desde 2001, juristas, militares, policiais e jornalistas para tratar sobre o trabalho da imprensa em situações de conflito armado e outras situações de violência e sobre as normas internacionais aplicáveis nestes contextos. Neste ano, os conferencistas serão o assessor jurídico do CICV, Gabriel Valladares; o especialista em segurança pública e direitos humanos e assessor do CICV, André Vianna; o repórter e apresentador do SBT, Marcelo Torres; e o oficial do Centro de Comunicação Social do Exército (CCOMSEx), Cel. Ulisses Mesquita Gomes.

Os interessados devem preencher uma ficha de pré-inscrição até 8 de setembro, disponível em www.obore.com. Ao todo, serão selecionados 20 participantes. O curso vai de 24 de setembro a 29 de outubro de 2016, sempre aos sábados, em São Paulo.

A seleção será realizada no dia 10 de setembro, sábado, durante encontro de confraternização com a presença do chefe da delegação regional do CICV para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, Lorenzo Caraffi. Os candidatos realizarão um teste que visa avaliar o perfil dos interessados e identificar quais poderão ter melhor aproveitamento do módulo.

Metodologia

A estrutura deste módulo mantém o modelo usado no Projeto Repórter do Futuro desde a sua criação, em 1994: a cada encontro, realizado aos sábados, os 20 estudantes selecionados assistem a uma palestra de cerca de 40 minutos com um convidado e participam de entrevista coletiva. Ao final de cada encontro, produzem uma pequena reportagem e são orientados individualmente nesta produção.

A Reembolsa

No ato da matrícula, os estudantes selecionados deverão entregar um cheque no valor de um salário mínimo (hoje em R$ 880,00) e assinar um pacto de reembolsa. De acordo com as regras do curso, o cheque não será descontado se o estudante: 1. Participar de todos os encontros; 2. Redigir um texto jornalístico ao final de cada encontro; 3. Agendar e comparecer a um atendimento individual com a coordenação pedagógica do curso; e 4. Publicar um dos textos produzidos em um veículo com editor responsável. O aluno que cumprir todos esses critérios receberá o cheque de volta (Reembolsa) ao final do módulo, após o encerramento e a entrega dos certificados.

Sobre o CICV

No mundo todo, o CICV promove cursos, seminários e palestras como forma de aumentar o conhecimento e o respeito às normas internacionais que regem a condução de hostilidades, e também de apresentar o perfil neutro, imparcial e independente de sua ação humanitária em favor das vítimas dos conflitos armados e de outras situações de violência. No Brasil, onde a organização mantém presença permanente desde 1991, este trabalho é feito com membros das Forças Armadas, policiais, autoridades, acadêmicos, jornalistas e outros.