SanarMed, da “Netflix” dos médicos, recebe aporte de R$ 60 milhões

93F13953-E51A-4C2E-A0C6-D974869AC192
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

SanarMed, da “Netflix” dos médicos, recebe aporte de R$ 60 milhões

Em meio à crise do coronavírus, startup brasileira finalizou rodada de investimento liderada pelos fundos Valor Capital e o DNA Capital

O novo coronavírus parou o mundo, mas não totalmente. Durante a crise causada pela pandemia, a startup brasileira SanarMed recebeu um aporte de 60 milhões de reais liderado pelos fundos Valor Capital e DNA Capital. A empresa, que atua na área médica, irá usar os novos recursos para aperfeiçoar suas ferramentas tecnológicas e ampliar seu quadro de funcionários.

As negociações para a rodada de investimento começaram em novembro e só foram finalizadas em março, no “meio do furacão”, como diz o fundador e presidente da startup, Ubiraci Mercês. Apesar da situação nebulosa no curto prazo, ele acredita que os dois focos da empresa, saúde e educação à distância, vão ficar mais fortes depois da crise.

A empresa oferece uma plataforma online de conhecimento e informação para médicos e profissionais da saúde. Para cada uma das várias fases de formação do médico, há um produto específico da startup.

Foi essa possibilidade de atender aos clientes médicos ao longo de suas carreiras que chamou atenção de Antoine Colaco, sócio da Valor Capital Group. Na visão dele, a Sanar “pode transformar a saúde de maneira disruptiva”.

Em abril de 2018, a companhia havia feito uma rodada de investimentos série A de valor não revelado, liderada pelos fundos e.Bricks Ventures e Vox Capital. Ambos participaram novamente nesta rodada.