Sequestro de jornalista pode ter ligação com organização criminosa

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Redação Portal IMPRENSA

Crédito: Reprodução TV Liberal

Apresentador de um programa policial da TV Imperial, afiliada da Record TV em Boa Vista (RR), o jornalista Romano dos Anjos foi encontrado ferido nesta terça (27), depois de ser sequestrado na noite de segunda (26). Ele teria sido levado por quatro criminosos enquanto jantava com a esposa, Nattacha Vasconcelos, na casa do casal.

A principal suspeita da Polícia Civil é que o sequesto foi planejado por uma organização criminosa. No entanto, não estão descartadas motivações políticas ou relacionadas ao trabalho jornalístico de Romano, que vinha fazendo denúncias sobre esquemas de superfaturamento no combate à covid-19 em Roraima.

Ao abordar o casal, os homens pediram dinheiro e perguntaram sobre o cofre da residência. Quando o casal respondeu que não tinha valores, os criminosos teriam decidido levar o veículo e a televisão do imóvel.

A esposa do jornalista teria sido amarrada e deixada no local, enquanto Romano foi levado em uma caminhonete pelos sequestradores. A imprensa local informa que o jornalista sofreu várias agressões e fraturas antes de ser abandonado com pernas e braços amarrados em uma área rural. Ao amanhecer ele conseguiu procurar ajuda e foi transferido para o Hospital Geral de Roraima.

Crédito: Reprodução Instagram

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Roraima (Sinjoper) manifestaram preocupação com o sequestro do jornalista. As entidades pediram máximo empenho do governo de Roraima, por meio de sua Secretaria de Segurança, das polícias Civil e Militar, para que o caso seja elucidado.