SIP cobra garantia de acordos para a segurança de jornalistas no Brasil

jornalistasok
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

SIP cobra garantia de acordos para a segurança de jornalistas no Brasil

Redação Portal IMPRENSA

Na última segunda-feira (11/4), a Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) cobrou a garantia do cumprimento de acordos e medidas anunciadas pelo governo brasileiro para supervisionar e melhorar a segurança dos jornalistas.

De acordo com a EFE, a entidade pede que sejam providenciadas medidas para identificar e castigar “severamente” os autores de ameaças, agressões e ataques contra profissionais dos veículos de imprensa, além da busca por apoio para aprovar uma lei que estabeleça a jurisdição federal sobre crimes envolvendo profissionais de imprensa.
A SIP solicita também o cumprimento do Acordo de Solução Amistosa diante da Comissão Interamericana de Direitos Humanos para punir os autores intelectuais do assassinato do jornalista Manoel Leal de Oliveira, em Itabuna (Bahia). Ele era repórter e diretor administrativo do jornal A Verdade, de Magé, no Rio de Janeiro, e foi assassinado a tiros em agosto de 2001.
A entidade reforçou ainda que o desaparecimento do jornalista Ivan Rocha, da Rádio Alvorada, em Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, em abril de 1991, deve ser reconhecido como um ataque à liberdade de imprensa.
Por último, pede condições materiais e apoio para que os chefes de Polícia, especialistas, inspetores e promotores consigam resolver casos abertos relacionados com assassinatos e agressões contra profissionais de imprensa para pôr fim à impunidade.jornalistasok