Sistema Famasul reforça relevância da economia agropecuária de Bela Vista  

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

“Há 45 anos, Bela Vista sedia uma das principais feiras da agropecuária na região. Um evento consolidado no município por trazer informação e tecnologia, ferramentas fundamentais para o desenvolvimento do setor”. A afirmação foi feita pelo vice-presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Nilton Pickler, durante a abertura da Expobel – Exposição Agropecuária de Bela Vista, realizada nesta sexta-feira (15), realizada no Centro de Eventos João Loureiro Pinheiro, no Parque de Exposição do município, com a participação de aproximadamente 200 pessoas.

Durante a abertura, Pickler reforçou a importância do evento para os produtores da região. “A feira é uma oportunidade de troca de conhecimentos na área, possibilitando o contato com clientes potenciais, fornecedores, representantes e distribuidores. Além disso, fomenta a economia local, gerando emprego e renda para a população. É uma alegria para nós, representantes do Sistema Famasul, participar de mais uma edição da Expobel”.

Pickler ressaltou a importância da educação para o desenvolvimento do setor. “Em 2015 aproximadamente 1500 pessoas foram capacitadas pelo curso do Senar/MS em quase 130 cursos e conta agora com o programa Agrinho, o maior programa de responsabilidade social da nossa instituição que atende crianças da rede pública de ensino, com meta de atender 120 mil alunos este ano”.

Para o presidente do Sindicato Rural de Bela Vista, Leandro Mello Acioly, Bela Vista tem oportunidades de crescimento mas ainda passa por dificuldades como problemas de infraestrutura. “Temos 130 quilômetros de estrada, mas nem todas em boas condições e isso impacta no bolso do produtor”.

Bela Vista é justamente conhecida por seu potencial agropecuário, com uma produção de 72 mil toneladas de soja, bela vista se destacando por sua alta produtividade, a 3ª maior do estado, com média de aproximadamente 55 sacas por hectare. Além disso, o município possui um rebanho avícola de 37 mil unidades, de aproximadamente 440 mil cabeças bovinas. O município possui uma produção de ovinos, caprinos e suínos. Todo este cenário reflete na economia do município que registra um PIB de R$ 350 milhões.

Além das lideranças citadas, participaram do evento o diretor executivo do Sistema Famasul, Lucas Galvan; o superintendente regional do Senar/MS, Rodrigo Santana; o prefeito municipal, Douglas Rosa Gomes; o ex-presidente do Paraguai, Juan Carlos Wasmosy; o diretor executivo da Iagro – Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal, Roberto Siqueira Bueno.

Também estiveram presentes os presidentes dos sindicatos rurais: André Cardinal, Ponta Porã; José Eduardo Grubert, Jardim; Cláudio Straliotto, de Nioaque e representando o sindicato rural de Caracol, Antonio Ferreira dos Reis.

Fonte: Assessoria de Imprensa Sistema Famasul – Ana Brito