Tendência? Núcleo Jornalismo decide abrir ao público dados diários sobre sua audiência

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Redação Portal IMPRENSA

Em uma iniciativa que parece ser inédita entre veículos de imprensa on-line no Brasil, o Núcleo Jornalismo decidiu abrir ao público seus dados sobre audiência.

Crédito: Pexels

A medida faz parte da política de transparência do Núcleo, que é uma organização jornalística voltada para medir o impacto que têm na vida das pessoas os conteúdos produzidos por veículos de imprensa tradicionais e também novos formatos de mídia que são postados nas redes sociais.

De acordo com comunicado publicado no dia 27 deste mês, a organização informou que é possível acompanhar os principais dados de audiência do site no ano vigente, atualizados diariamente.

“Somos o primeiro veículo brasileiro de jornalismo a adotar esse tipo de transparência em relação à nossa audiência”, diz o texto.

Estão disponíveis informações básicas de acessos de usuários, visualizações de página, sessões por leitor e dispositivos utilizados. A compilação é do Google Analytics.

“A iniciativa reforça o nosso compromisso com leitores e parceiros”, cita o comunicado. “A motivação principal para abrir esses dados é que simplesmente não há motivo para escondê-los. Isso pode gerar comparações e ajudar outros sites novos a entender melhor o mercado e suas audiências. Além disso, o Núcleo tem um compromisso firme com transparência interna, e a medida reflete isso”, completa o fundador do Núcleo, jornalista Sérgio Spagnuolo, ao Portal IMPRENSA.

A gerente de comunidades do site, Jade Drummond, diz ainda que a abertura dos dados pode gerar mais confiança do público, e os números acabam sendo também mais uma informação a ser obtida pelo leitor. “Nossa iniciativa partiu do ‘Por que não abrir esses dados?’. Pensando no público, acreditamos que pode ser uma ferramenta interessante para aumentar a confiança e a aproximação dessas pessoas com o nosso trabalho. Com essas informações, eles têm um olhar mais amplo sobre a nossa produção, nosso alcance e o crescimento ao longo do tempo, por exemplo. Pode ser apenas para matar uma curiosidade, para saber qual assunto desencadeou mais interesse de leitura. Talvez para acompanhar o crescimento do veículo por parte de quem já colaborou financeiramente com o Núcleo. Ou qualquer outra finalidade que surgir… É uma iniciativa nova, então ainda vamos descobrir juntos quais serão os usos desses dados por parte do público”.

Quais dados estarão acessíveis

As informações são apenas sobre os dados do site. Não estão disponíveis os números de acesso e engajamento das newsletter, redes sociais ou republicações nos sites parceiros. Também não serão expostos dados pessoais dos leitores.

Outras iniciativas se assemelham à proposta do Núcleo. Folha de S. Paulo e Poder 360, por exemplo, divulgam dados agregados de audiência de forma pontual para se posicionar como lideranças do segmento de notícias, celebrar recordes de leitores ou conseguir novos patrocinadores.

A Folha também disponibiliza, no rodapé de seu site, informações mensais sobre visitantes únicos e pageviews.

O Colabora, projeto jornalístico sem fins lucrativos, disponibiliza números de audiência e gastos detalhados do último mês e último ano.

O site de tecnologia Manual do Usuário divulga informações de audiência para seus apoiadores e também em seu mediakit.

“Esperamos servir de referência no nosso segmento e ver outras iniciativas jornalísticas divulgarem audiência dessa forma”, conclui o comunicado.