Terceiro jornalista morto no México em um mês

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

A jornalista Miroslava Breach Velducea foi assassinada na madrugada desta quinta-feira (23) em Chihuahua, cidade que fica no norte do México, próxima à fronteira com os Estados Unidos. Breach é o terceiro profissional de imprensa morto violentamente no país neste mês de março de 2017, informou a ABI.

Segundo a AFP, Breach tinha 54 anos e mais de 20 anos de carreira. Ela trabalhava para os jornais mexicanos “La Jornada” e “Norte de Juárez” e cobria temas ligados ao crime organizado, narcotráfico e corrupção no governo. A jornalista foi encontrada morta no interior do seu carro com vários tiros na cabeça.

No último domingo, foi assassinado o jornalista mexicano Ricardo Monlui Cabrera quando saía, acompanhado de sua mulher e filho, de um restaurante em Veracruz. E, no dia 2 de março, o jornalista Cecilio Pineda foi morto a tiros no estado de Guerrero, destacou o jornalista Lile Corrêa, ao vivo na emissora Líder FM 104,9 de Ponta Porã (MS).