The Economist faz alerta em vídeo sobre aumento dos ataques à imprensa

Redação Portal IMPRENSA*
Dentro de seu leque de iniciativas para atrair público mais jovem nas mídias sociais, a revista britânica The Economist publicou nesta terça, 8 de outubro, um vídeo de 1′ 51” em que alerta sobre os crescentes ataques à liberdade de imprensa pelo mundo.
Intitulado “A free press increasingly seems a luxury limited to the West” (Uma imprensa livre parece cada vez mais um luxo limitado ao Oeste), o vídeo não aborda o cenário da América Latina. Mas traz uma linguagem inovadora e informação relevante. Sem narrador e sem personagens, o trabalho se baseia em pílulas de informação apresentadas numa edição ágil, bem ao gosto das mídias sociais.
Crédito: Reprodução Twitter

O vídeo começa mostrando que o número de jornalistas presos hoje está no maior nível desde a década de 1990 e que apenas 61 países no mundo tinham uma imprensa completamente livre em 2017, contra 66 sem nenhum tipo de liberdade de imprensa.

Na Ásia, a The Economist informa que apenas dois países têm imprensa livre: Taiwan e Japão. No Oriente Médio a situação também é crítica. Na região do Golfo, onde fica a Arábia Saudita, jornalistas são frequentemente presos.
A revista britânica conclui lembrando que a liberdade de imprensa dá voz a diferentes opiniões e fiscaliza as ações de governos. Estudos e dados, prossegue o vídeo, mostram correlação entre liberdade de imprensa e menores índices de corrupção. “O ataque à liberdade de imprensa é uma tendência preocupante, que está aumentando no mundo todo.”
Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book