Três brasileiros estão entre os 10 suspeitos presos por assassinar jornalista

01
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Três brasileiros estão entre os 10 suspeitos presos por assassinar jornalista

Redação Portal IMPRENSA*

Uma grande operação, que contou com 180 policiais paraguaios, prendeu 10 suspeitos de participar do assassinato do jornalista Léo Veras, de 52 anos.

Crédito: Policia Nacional

O jornalista era dono do site Porã News, que noticiava a ação de narcotraficantes na fronteira, além da suposta ligação de policiais paraguaios com o tráfico.

Léo foi morto com 12 tiros, no dia 12 de fevereiro, em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha a Ponta Porã, em Mato Grosso do Sul. Ele jantava com a família, quando a casa foi invadida por homens encapuzados que atiraram contra ele.

Na madrugada de sábado, os policiais cumpriram 19 mandados de busca e apreensão. Entre os presos estão seis paraguaios, três brasileiros e um boliviano. Com eles foram apreendidas quatro pistolas Glock 9 mm, modelo semelhante ao usado no assassinato do jornalista.

Os três brasileiros estavam num carro que, de acordo com a polícia paraguaia, tem as mesmas características do veículo usado no dia da execução de Léo.

Os suspeitos foram levados a Assunção, capital do Paraguai, juntamente com o material apreendido para análises que poderão comprovar a participação do grupo na execução de Léo.

“Acredito que já temos elementos para esclarecer o assassinato do jornalista, mas ainda precisamos aprofundar as investigações. Vamos saber se pertencem a essa ou aquela organização criminosa, embora seja mais importante esclarecer o crime e levar os culpados à Justiça”, disse o promotor Frederico Delfino.