Turquia liberta 4 jornalistas de agência de notícias russa

russia
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Turquia liberta 4 jornalistas de agência de notícias russa

A Turquia libertou, na tarde de domingo (01/03), os quatro jornalistas russos do site Sputnik que estavam detidos no país. Segundo a Reuters, a libertação ocorreu depois de uma conversa entre o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, e o homólogo turco, Mevlut Cavusoglu.

Crédito:Reprodução
As detenções ocorreram em um contexto de crescente tensão entre Moscou e Ancara em razão da escalada do conflito da Síria, onde os dois países apoiam lados opostos.

A detenção de Mahir Boztepe, diretor da agência na Turquia, foi  denunciada, no domingo (01/03) no Twitter pela diretora-geral do grupo, Margarita Simonian. “A polícia veio hoje à nossa redação em Istambul. Um novo colaborador foi detido (…) Turquia, que se passa???”

Segundo a ONG Repórteres Sem Fronteiras, outros três jornalistas da Sputnik foram presos em Ancara, após terem procurado a polícia para denunciar a invasão de suas casas por manifestantes que os acusavam de serem espiões russos.

Quando chegaram à delegacia, foram informados que estavam sendo procurados por terem escrito um artigo, publicado no sábado (29/02), no qual qualificavam como uma “província roubada” a região de Hatay, anexada pela Turquia em 1939 – e que já pertenceu à Síria.

“Vocês sabem que a parte russa, através do Ministério das Relações Exteriores, expressou a sua extrema preocupação relativamente a ações deste tipo contra meios de comunicação social. Por isso, nós naturalmente esperamos que, neste caso concreto, o trabalho dos representantes da mídia, especialmente daqueles que trabalham para veículos russos, tais como Sputnik, não venham a sofrer quaisquer restrições, e não se venham a deparar com situações semelhantes às que ocorreram anteontem”, afirmou o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov.