WhatsApp usa machine learning para banir usuários suspeitos e frear desinformação

Redação Portal IMPRENSA
Suspeita de uso de robôs, disparo em massa de mensagens e disseminação de fake news e discurso de ódio. Esses seriam os motivos que levaram o WhatsApp a banir, temporária ou permanentemente, ao menos 1,5 milhão de contas de usuários brasileiros nos últimos 12 meses.
Publicado pela editoria de Política do UOL, em reportagem assinada por Aiuri Ribeiro e Eduardo Militão, o número foi obtido de estimativa feita pelos jornalistas com base em comunicados recentes do próprio WhatsApp.
Crédito:Reprodução
A reportagem informa que o WhatsApp vem investindo em inteligência artificial e machine learning para detecção de atividade anormal entre seus usuários.

Em média a empresa baniria 125 mil contas suspeitas por mês no Brasil. Durante as eleições de outubro de 2018 houve aumento expressivo nesse número.

O problema é que os fraudadores também parecem estar investindo em tecnologia de ponta para distribuir notícias falsas.

O próprio UOL mostrou em outra reportagem recente sobre o tema que 80% de uma rede de desinformação pró-Bolsonaro continuava ativa na plataforma na segunda quinzena de setembro de 2019, fazendo uso de robôs e disparo em massa de mensagens falsas.

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book